Notícias

Notícias e novidades em tecnologica e recrutamento

30 de julho de 2020 - Jornal de Negócios

Novabase triplica lucros para 4,8 milhões no primeiro semestre

O volume de negócios da Novabase cresceu 14% no primeiro semestre, sobretudo graças às tecnologias de próxima geração.

A Novabase alcançou um resultado líquido de 4,8 milhões de euros no primeiro semestre deste ano, valor que representa o triplo dos lucros de 1,6 milhões que tinham sido registados em igual período do ano passado. A justificar os resultados esteve o crescimento do volume de negócios, em particular na área de tecnologias de próxima geração.

Os resultados foram divulgados esta quinta-feira, 30 de julho, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Segundo a informação enviada ao mercado, o volume de negócios da tecnológica liderada por João Nuno Bento cresceu 14% no primeiro semestre, totalizando 63,7 milhões de euros. A chamada área "Next-Gen" (onde se incluem tecnologias como a inteligência artificial, a internet das coisas ou a cloud) respondeu por 72% deste crescimento, detalha a Novabase.

Este movimento ocorreu num período marcado pela pandemia, que não terá afetado as contas da tecnológica. "Não foram observados impactos relevantes da pandemia Covid-19 neste semestre, em ambos os segmentos, Next-Gen e Value Portfolio", aponta a empresa.

Tal como já acontecia antes, os mercados internacionais são os que representam a maior fatia do volume de negócios da Novabase, respondendo por 56,3% da faturação. Ainda assim, o mercado nacional aumentou ligeiramente o peso, de 42,1% no ano passado para 43,7% no primeiro semestre de 2020.

Já o EBITDA (resultados antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) aumentou em 47% e fixou-se em 5,5 milhões de euros.

Apesar destes resultados, e de, para já, a pandemia não ter tido impacto nas contas da Novabase, a empresa mantém-se "cautelosa" em relação aos próximos meses. "Esta situação poderá influenciar as nossas perspetivas de crescimento em 2021. Até à data, não é possível estimar os potenci...

Consultar artigo completo em Jornal de Negócios