Notícias

Notícias e novidades em tecnologica e recrutamento

3 de abril de 2018 - Computer World

Noesis atinge máximo de facturação

A empresa espera contratar 100 pessoas durante 2018 depois de terminar 2017 com um volume de negócios de 31,5 milhões de euros.

A Noesis atingiu durante 2017 um volume de negócios de 31,5 milhões de euros, facturação que cresceu 11% face a 2016. Cerca de sete milhões referem-se à sua actividade nos mercados estrangeiros.

Actualmente, a consultora conta com 700 colaboradores, distribuídos por três escritórios em Portugal – Lisboa, Porto e Coimbra – e quatro no estrangeiro: Bélgica, Brasil, Irlanda, Holanda e Estados Unidos da América. E espera contratar mais 100 pessoas durante 2018.

A abertura do novo escritório em Boston, nos Estados Unidos da América, bem como a presença da Noesis em fóruns globais dedicados à qualidade no desenvolvimento de software têm vindo a reforçar a crescente aposta da organização nos mercados internacionais, diz um comunicado.

O crescimento registado resultou também resultado da consolidação dos investimentos efetuados no centro de desenvolvimento da empresa, acrescenta. A estrutura suporta o negócio internacional em modelos de nearshore ou offshore, com especialistas em tecnologia da OutSystems, de mobilidade, portais e gestão de qualidade, entre outras.

De acordo com a empresa a sua divisão de serviços de infra-estrutura destacou-se pelo crescimento registado. Sobressaiu a actividade em naqueles de automação, cloud computing e protecção de dados. “A qualidade e solidez das competências da empresa nesta área resultaram no seu reconhecimento como parceiro do ano para a Fujitsu”, diz um comunicado.

A Noesis acredita que a operação em Roterdão e, a mais recente, em Boston para desenvolvimento como metodologia “Agile” irá permitir-lhe continuar a concretizar projectos de transformação digital com recurso à plataforma OutSystems, para clientes à escala mundial. O seu pioneirismo, considera a empresa, na utilização da plataforma de desenvolvimento em “low-...

Consultar artigo completo em Computer World