Notícias

Notícias e novidades em tecnologica e recrutamento

13 de janeiro de 2021 - Jornal de Negócios

Francesa Aubay deu 100 euros aos 950 funcionários em teletrabalho em Portugal

Com “perto de 100%” dos seus mais de 950 funcionários no nosso país a trabalhar a partir de casa, a subsidiária portuguesa da tecnológica francesa anunciou, no arranque de 2021, que pretende contratar este ano mais duas centenas de profissionais.

Após enumerar uma série de benefícios atribuídos aos seus mais de 950 trabalhadores em Portugal, a tecnológica Aubay afirma que fechou "com chave de ouro o ano de 2020" com a atribuição, "a todos os colaboradores", de "uma verba financeira para fazer face a eventuais despesas relacionadas com a atividade de teletrabalho".

"Atribuímos um valor de 100 euros a cada colaborador", revelou ao Negócios fonte oficial da Aubay Portugal.

Com "perto de 100%" do efetivo em teletrabalho, a subsidiária portuguesa da tecnológica francesa dá conta que são "pontuais" os casos de laboração presencial, "por necessidade do tipo de trabalho a executar, e algumas pessoas que, por vontade própria, nos pediram para trabalhar no escritório, por falta de condições em casa", explicou a mesma responsável da empresa.

E este ano, face à previsível manutenção das medidas de contenção da pandemia, também irá atribuir esse apoio financeiros aos funcionários em teletrabalho? "Para já, não conseguimos dizer se em 2021 iremos ou não voltar a ter a mesma medida", respondeu.

 

"Agradecer e reconhecer fazem parte da nossa cultura e este Natal quisemos dar mais um mimo aos nossos colaboradores, como forma de agradecimento e na tentativa de contribuirmos para eventuais custos que possam ter tido para se adaptarem às condicionantes do teletrabalho", explicou João Bexiga, CEO da Aubay Portugal, em comunicado.

 

Aubay Lifestyle com sorteios, sessões de yoga, "mindfulness" ou fitness

 

De resto, "apesar das Tecnologias de Informação serem o seu ‘core business’", a Aubay Portugal enfatiza que "tem vindo, também, a marcar a dif...

Consultar artigo completo em Jornal de Negócios